25 de abr de 2014

De cara limpa


Vaidade sempre foi algo presente na vida das mulheres, desde de pequenas somos ensinadas a cuidar da aparência e começamos seguindo o exemplo da nossa mãe, pegando seus sapatos e lambuzando o rosto com batom, mais que uma brincadeira inocente é o retrato de que desde muito cedo há uma certa preocupação com a imagem.



Recentemente na internet, vi essas imagens da Sabrina Sato para o revista Glamour do próximo mês, nela a apresentadora aparece totalmente sem maquiagem ou qualquer recurso de photoshop. Além dela, outras celebridades mostraram sua beleza natural como Ticiane Pinheiro e Paloma Bernardi e muitas outras famosas como, Paolla oliveira e Maria Casadevall. Eu confesso que fiquei bem curiosa para comprar a próxima edição e algumas declarações da revista me chamaram atenção:

Aprendi a amar... meu cabelo. Sempre sofri bullying por causa dele! Minha pele fica boa quando... estou de cara lavada. Minha essência é... simplicidade.” Paloma Bernardi.

Gostei quando a Paloma disse que sua essência é a simplicidade, falta isso no nosso dia a dia! Acordamos e nos arrumamos para o trabalho, faculdade ou colégio e nos deparamos ao longo do caminho com anúncios, propagandas e inúmeras imagens tratadas, ao chegar em casa ligamos a TV para relaxar e damos de cara com atrizes com pele, corpo e cabelos perfeitos. Todos os dias e a todo instante  inúmeros canais ditam como deveríamos ser, como nos adaptar a um padrão quase que impossível de alcançar, gritam que sempre está faltado um ajuste e apontam uma celulite ali, uma ruga acolá, gente somos humanas! Todas as atrizes, cantoras, modelos, seja lá quem for, estão maquiadas e milimetricamente tratadas por algum programa de computador, elas não são reais e não podemos levar a vaidade a esse ponto extremo na vida real.

Cuidar do corpo, pele e cabelos é algo importante, não há dúvidas que isso faz bem para nossa auto-estima e não há problema algum nisso, errado é fazer dessas mulheres “perfeitas” sua motivação de vida, deixar de sair por algum defeito que só existe na sua cabeça. Pensem comigo, que mulher não tem celulite? Rugas, alguma imperfeição no rosto ou corpo? Todas temos algo que nos incomoda, e em alguns casos só a gente vê esses defeitos. Eu pessoalmente sou vaidosa, gosto de maquiagens, cremes, perfumes, seguir algumas tendências de moda que me identifico e fazer alguma atividade física. Claro que tem coisas no meu corpo que não gosto, mas não vou deixar de sair por conta de uma espinha, ninguém vai deixar de me amar por conta da minha barriguinha e nem todo mundo vai ver minhas pontas duplas, logo não há porque está sempre em busca de um reparo, temos que descansar, e apreciar o que somos, se olhar no espelho sem maquiagem e gostar do que vê. Cuide de sua aparência e sua saúde, mas tenha equilíbrio! Não deixe de viver por não se encaixar em padrões, mais que agradar a sociedade você tem agradar a você mesmo, se ame!

As imagens abaixo são de celebridades que com certeza vocês conhecem, e reparem elas são normais, tem defeitos como a gente e mesmo assim continuam bonitas. A partir do momento que paramos de nos comparar e nos cobrar por não ter alguma beleza x, vivemos muito melhor com que temos, aceite que você é linda de qualquer jeito e veja a maquiagem ou qualquer outro artifício de beleza como algo que vai realçar o que você já é, LINDA!

Eu aprovo essa iniciativa! #NOMAKE #CARALAVADA


Megan Fox


Amanda Seyfried


Avril lavigne


Kristen stewart


Kim Kardashian


Miley Cirus


Miranda Cosgrove


Demi Lovato


Selena Gomez



Dakota fanning





 Viu? São gente como a gente! Abraços!
24 de abr de 2014

Vestidos longos


Na minha cidade é verão o ano inteiro! E esses dias ta muito quente o que naturalmente pede peças mais soltas e fresquinhas. Eu não tenho costume de usar peças longas, confesso que tenho um certo receio de usar por ser baixinha rsrs tenho um 1,58 cm , mas tô morrendo de vontade de arriscar e usar um vestido longo!
Então reuni algumas imagens de modelos para usar nesse verão ou sempre que possível.
Se você tem um esquecido no armário, tira ele de lá! Vestidos são peças atemporais e nunca sai de moda, e mesmo que sair não tem problema! A gente dá um jeitinho, você faz a moda!


Longos e lisos, reparem o charme do tecido fluido e das fendas... S2



Podemos usa-los com jaquetas e casacos



Florais



Em breve quero ter um longo pra chamar de meu, como eu disse, sou baixa e usarei com uma anabela ou uma sandália de salto mais grosso, fica a dica para as baixinhas. Quanto as altas, abusem das rasteiras, eu particularmente acho uma graça, abraços!


O que te define?


Vivemos numa sociedade onde o ter vale muito mais que o ser. Mas quem seria esse ser? Quem é você? Diariamente somos rotulados, seja pela nossa forma de falar, se vestir, até mesmo pelo bairro ou cidade que moramos, seria saudável dar ouvidos a tudo isso?
Cresci acima do meu peso, durante anos fui rotulada pelo número do meu manequim, sofri com os comentários maldosos, o que chamamos hoje de Bullying, ouvi diversas vezes colegas me chamando de gorda, nerd, chata, a certinha.... Era como se essas palavras vivessem pairando sobre mim e eu as carregasse por todos os lugares que eu fosse. 
Por um certo tempo eu acreditei nessas palavras e me limitei a isso, cheguei a pensar:
Eu sou gorda, sou feia mesmo!
Sou uma nerd e minha vida se resumi a isso.
Ninguém vai gostar de mim assim gorda desse jeito!
Alguns anos se passaram e naturalmente eu perdi peso e fiquei no meu peso ideal, porém na minha cabeça nada havia mudado, eu ainda me sentia mal porque eu deixei que aquelas palavras me definissem, deixei de fazer amizades, por receio deixei de conhecer pessoas, por vergonha não mudei meu guarda roupa. A minha calça era 38, mas a minha mente 56.
Até que um dia eu me dei conta que eu era muito mais que isso. Sim! eu era gordinha, tinha uma barriguinha mesmo e daí? Eu não poderia deixar de viver por conta disso, não poderia deixar de me relacionar com as pessoas por conta do tamanho da minha barriga, ou até mesmo me apaixonar por alguém porque o meu número não era 36!
Disse a mim mesma que iria gostar de mim como eu sou, comecei a vencer a timidez, fiz muitos amigos, e amei e fui amada. Me permiti viver! Não foi fácil tirar a imagem que eu tinha de mim por conta de comentários e realmente ver o que era refletido no espelho, é uma luta diária para deixar esses sussurros desagrádaveis passarem longe dos meus ouvidos, é um processo. Hoje em dia eu ainda tenho uma barriguinha apesar de estar com o meu peso normal, comecei a amar meus olhos puxados e minhas bochechas salientes, minhas coxas grosas e meus lábios rosados, minhas mãos gordinhas e usar cabelo sem chapinha. Acho super válido se cuidar, fazer academia ou qualquer atividade física, ir ao salão e ao shopping, mas mude por você, se aceite e se ame!
Não aceite rótulos, nem ponha! Coloque um filtro na sua cabeça e não deixe que nada negativo passe para ela, aceite críticas construtivas e jogue fora tudo aquilo que queira te diminuir! Esqueça se te chamarem de gorda, magra, alta ou baixinha, lembre-se que você tem uma essência e isso ninguém pode roubar de você, não deixe que palavras ruins moldem a sua imagem pois a Bíblia fala, em Gêneses 1: 26, que fomos feitos a imagem e semelhança de Deus. Gente, Deus é lindo, é amor, é vida! Você é linda, você pode tudo, segura na mão de Deus, corre atrás dos seus sonhos e vai ser feliz, menina!
Palavras maldosas não podem te definir, faça de toda essa negatividade degraus para alcançar a plena felicidade!

Abraços!!!
17 de abr de 2014

Será mesmo que o coelhinho da páscoa trouxe algo pra mim?


“... Coelhinho da pascoa o que trazes pra mim? Um ovo, dois ovos, três ovos assim... “

 Eu costumava cantar esse música na escola nessa época do ano. Por mais que me dissessem o motivo real dessa comemoração, a páscoa só teria sentindo se tivesse chocolate, caso eu não ganhasse sequer um ovo eu ficaria chateada e passaria o resto do feriado brava, mas por que? Por que estragar esse momento que deveria ser de reflexão por conta do consumismo exacerbado que vivemos hoje?
Fui ao supermercado esses dias, confesso que sou chocólatra assumida e me deparar com um corredor com inúmeros ovos de chocolate pendurados é bem tentador (risos) não pude deixar de nota-los, nem se eu quisesse. Dá última vez que fui as compras fiquei observando as pessoas, aquele movimento e suas motivações. Percebi que para algumas pessoas não bastava ganhar chocolates, tinha que ser ovos grandes de no mínimo n° 20, trunfados P-O-R F-A-V-O-R! E se fosse de uma marca desconhecida não valia de nada, como pudemos agir assim? Como eu pude agir assim? Não tenho nada contra alguém querer se deliciar, ou presentar uma pessoa querida, se você pode e quer, faça! Mas a pascoa não se resume chocolates em formas ovais! É uma festa cristã onde comemoramos a ressurreição de Cristo, Aquele que morreu por nós, pelos nossos pecados e ao terceiro dia ressuscitou e VIVE! Precisamos ensinar isso as nossas crianças e a nós mesmos!
Essa semana é o próximo domingo são dias de reflexão e comemoração para aqueles que tem Fé e se alegram com a ressurreição de Jesus. Que possamos estar com nossas famílias, aproveitar as guloseimas, mas de forma alguma deixar que o verdadeiro significado dessa data se apague por conta de uma imagem construída pelos capitalismo e imposta pela mídia e nem mesmo pelo tempo. Que possamos aprender a ter um coração grato e independe de você ter fartura ou nem uma grama de chocolate esses dias, se alegre por estar com sua família, pessoas queridas, pela vida! E acima de tudo por que há um Deus que te ama e não mediu esforços pra te ver livre e feliz!

Boa páscoa!!!

Quem sou eu

Minha foto
Ludovicense, apaixonada por moda, beleza e chocolate. Nesse espaço desejo compartilhar e aprender com vocês muitas feminices e papear sobre a vida e seus altos e baixos. Enjoy!

BR no Facebook

Translate

Visualizações

Search

Fa�a Parte!

Online

Tecnologia do Blogger.